segunda-feira, 31 de março de 2014

Cidade de Aracaju e Net entregam projeto de mobilidade urbana - Caju Bike

Ontem foi inaugurado na Orla da Atalaia um projeto de mobilidade urbana: O Caju Bike.

A população costuma reclamar do poder público pela ausência de iniciativas para melhora da qualidade de vida, vamos acompanhar o cuidado que será dado ao projeto e se nós os cidadãos, vamos ajudar também como fiscais.

Prefeito entrega o Caju Bike

30/03/2014 - 15h46
clique para ampliarFotos: André Moreira
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
clique para ampliar
Continuando os investimentos em mobilidade urbana e principalmente em alternativas que melhorem a qualidade de vida do aracajuano, o prefeito João Alves Filho e o vice-prefeito José Carlos Machado entregaram hoje, 30, à população, na Orla da Atalaia, o Caju Bike. Um sistema composto por estações com bicicletas espalhadas pela cidade, onde qualquer pessoa pode utilizar para prática de atividade física, ou até mesmo como meio de transporte.
A ideia foi implantada de forma semelhante em várias cidades do Brasil e no exterior. Foram entregues hoje cinco estações com 50 bicicletas. Até o final de maio, os aracajuanos terão 20 estações com 200 bicicletas disponíveis em vários bairros da capital.
Geograficamente, Aracaju, em maior parte, é plana, e os aproximados 60 km de ciclovias favorecem o uso de bicicletas como prática esportiva. Outra alternativa é usá-la também para deslocamento na cidade, o que, além de melhorar a qualidade de vida das pessoas, evita-se os transtornos causados pelo excesso de veículos que transitam atualmente na cidade.
O prefeito de Aracaju disse que conheceu esse sistema no exterior, e que a implantação do Caju Bike na capital sergipana é a realização de um sonho. João Alves ainda anunciou ampliação das ciclovias.
"Quando conheci esse sistema em Paris percebi que Aracaju era a cidade ideal para a implantação das bicicletas compartilhadas. Hoje já existem em várias cidades do Brasil como São Paulo, Salvador e Recife. Nessas cidades, a grande dificuldade é a inexistência ou quantidade insuficiente de ciclovias. Em nossa capital são 55 km de ciclovias e em dois anos teremos o dobro. Serão 110 km de pistas exclusivas para os ciclistas", destacou o prefeito.
Para poder utilizar o serviço basta realizar um cadastro pela internet com as informações necessárias ou no próprio painel existente nas estações. Outra opção é fazer o cadastramento através do aplicativo para celular, que já está disponível para os cidadãos.
"Essa é mais uma alternativa segura e saudável. Com a mensalidade no valor de R$ 10 o cidadão pode utilizar a bicicleta quantas vezes quiser durante os 30 dias, com intervalos de 15 minutos entre as horas de uso", explicou o superintendente da SMTT, Nelson Felipe, pontuando que, a população ainda pode fazer a opção de apenas ter a bicicleta por um dia.
A grande parceira da Prefeitura de Aracaju para a implantação do Caju Bike foi com a empresa Net, que proporcionou a possibilidade melhorar a qualidade de vida dos aracajuanos através do sistema de bicicletas compartilhadas. De acordo com o gerente de operações da NET em Aracaju, André Haji, "essa parceria é um presente que a empresa dá a toda a população da capital. Entendo que esse é um projeto de mobilidade urbana e voltado para a saúde da população. A Prefeitura de Aracaju está de parabéns".

http://www.aracaju.se.gov.br/index.php?act=leitura&codigo=58563

1 comentários:

ALEX disse...

Sinceramente li pouco sobre o tema. Minha análise pessimista é que não vai pegar, pois falta em nós educação para manter um sistema de uso participativo. Inaugurou agora, será que em 2 anos terá esta qualidade?